segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

NO AR, GENTE QUE BRILHA



 
O blog se despede de 2012 e do seu aguerrido público com uma joia rara da velha Rádio Nacional: um capítulo inteirinho da novela Jerônimo, o Herói do Sertão, que eletrizou mentes e corações nos anos de 1950.

 
 
A mensagem original veio da Vanda, que recebeu de um amigo, cujo nome não sei, mas de quem reproduzo a inspirada introdução:

“Para quem se lembra de "Jerônimo, o Herói do Sertão", aqui vai um capítulo completo com o Moleque Saci, a Aninha, o Caveira e o Chumbinho, narrado pelo grande ator MÁRIO LAGO, na década de 1950.

Então, vamos fazer de conta que voltamos no tempo, que são 6:35 da tarde, e vamos colar o ouvido no rádio porque mais uma aventura do Jerônimo vai começar...”

 


Um belo 2013 para todos, com paz, saúde, dinheiro, amor e a Libertadores para o Flusão


A gente se vê!

FUI!

sábado, 8 de dezembro de 2012

MÁRIO LAGO VAI A SÃO PAULO



"Eu não sou saudosista. Não fico lamentando: ‘ah, o meu tempo’. Meu tempo é hoje. Não fico na calçada vendo o desfile passar. Eu vou junto"
  
Parentada e amigos paulistanos, e amigos e parentes de paulistanos: neste domingo, dia 9 de dezembro, tem Mário Lago na Praça Benedito Calixto, no bairro de Pinheiros, em São Paulo.

A festa será a partir de 2 da tarde, com programação intensa, que segue até às 7 da noite. Na abertura, inauguração da Sala Mário Lago na casa onde ele morou e que hoje abriga o restaurante Consulado Mineiro. E segue com relançamento de livros do artista e show musical, conforme Serviço do nosso blog.

Temporada de sustos – Na Praça Benedito Calixto, papai, mamãe, o mais velho de nós (Antonio Henrique, Nal, Lago ou Laguinho – haja nomes de guerra!) e titia Neném (irmã de mamãe) moraram entre 1949 e 1951. 

Foi nessa breve temporada, que o Nal quase matou mamãe em duas diferentes ocasiões. Na primeira, involuntária, ainda era só projeto, quando mamãe visitou o Instituto Butantã. Recém-grávida, e muito temente às cobras, ela desmaiou no meio do passeio. Acordou apavorada. Com medo de ter perdido o bebê, começou a gritar: “meu filho!”, “meu filho!”. Solidário, o pessoal em volta saiu em busca da criança ... sem saber que a criança nem tinha nascido.

 
No segundo susto, Nal já era um meninote de uns 2 anos. Pode ter sido sem muita consciência, mas não tenham dúvidas de que foi com muita determinação que ele olhou para a porta de casa e desconfiou que, do outro lado, se descortinava a grande aventura da vida. E partiu pra dentro, quer dizer, pra fora, no rumo da rua, batendo a porta. Deixou mamãe paralisada pelo pânico, do lado de dentro. Não se sabe quanto tempo o tormento da “velha” durou – certamente, uns poucos minutos -, mas deixou marcas. Mais uma vez grávida (na ocasião, era eu quem estava na barriga), mamãe sofreu o bastante para ansiar pela volta para o Rio. São Paulo parecia muito perigosa.

Mais de 60 anos depois desses fatos, a Praça Benedito Calixto volta a ser o lar dos Lago. Para comemorar o centenário de Mário Lago, Edson Lima, do projeto O Autor na Praça, em parceria com Emerson Boy Batista, do Estúdio todos os Dias são Bemóis, organizam a homenagem.

Veja o ...

SERVIÇO 
14:00 -  Abertura com almoço comemorativo no Restaurante Consulado Mineiro – que ocupa a casa onde Mário, Zeli e o filho mais velho moraram em 1949 e onde será inaugurada uma placa com o nome Sala Mário Lago. Tarde de autógrafos dos livros autobiográficos do artista Na Rolança do tempo e Bagaço de beira estrada, relançados pela Editora José Olympio (Grupo Editorial Record), contando com a presença de filhos e netos do homenageado

16:00 – Show de lançamento dos CDs Folias do Lago (de marchinhas de Carnaval) e Canções inéditas e poemas musicados (com músicas inéditas e novas parcerias com Arnaldo Antunes, Lenine, Isabela Taviani, Frejat, Joyce Moreno, Arlindo Cruz, Pedro Luiz, Dori Caymmi e Geraldo Azevedo, entre outros). Participação do cantor Chamon, que trabalhou com Mário por mais de 10 anos, e de cantores e músicos paulistanos. Participação especial dos jornalistas Xico Sá e Assis Ângelo.

17:30 - Encerramento com a Escola de Samba Mancha Verde, que em 2013 desfilará no carnaval paulista com o enredo Mário Lago, um homem do século XX.
Vai uma palinha do samba. Clique para ver e ouvir:

Durante o evento, o artista do grafite e muralista Eduardo Kobra (http://www.flickr.com/photos/studiokobra) vai produzir uma imagem de Mário Lago, no muro da sede da Associação dos Amigos da Praça Benedito Calixto.

O evento faz parte da celebração dos 25 anos da Feira de Arte, Cultura e Lazer da Praça Benedito Calixto.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

É O PASSO, É O GRITO, É O GESTO

Viva Oscar Niemeyer, arquiteto da vida. O blog presta homenagem a um gênio da raça, companheiro de vida e de ideais de Mário Lago. 

Vejam aqui: http://youtu.be/BTLy9oLYZpM.

No áudio, poema de Mário (da década de 1970), recentemente musicado por Lenine, que interpreta essa versão de Três Coisas, que considero a cara de Niemeyer. 

A homenagem a Niemeyer é, acima de tudo, uma saudação à vida. 104 anos não é pra qualquer pessoa.


segunda-feira, 19 de novembro de 2012

NÃO PERCAM, QUE É DA MELHOR QUALIDADE!

video
Pode marcar na agenda: dia 26 – próxima segunda-feira - Mário Lago será homenageado com música e poesia no Teatro Rival Petrobras, na Cinelândia, coração do Rio de Janeiro, a partir de 19h30.
Presenças já confirmadas de Teresa Cristina, Danilo Caymmi, Arlindo Neto, Débora Cruz, Geraldo Azevedo, Delcio Carvalho, Wanderley Monteiro, Mariozinho Lago e do Cordão do Boitatá, que agitará um pré-carnavalesco da pesada.
A festa é lançamento dos CDs Canções inéditas e poemas musicados e Folias do Lago, feitos para comemorar o centenário do nosso mais velhíssimo.
No link abaixo, tem uma palinha (muito da pequenininha) do que os dois CDs prometem. Reuni os poucos fonogramas que recebi, a maior parte de voz guia gravada pelos autores, só para incrementar essa “convocação”.
Clique aqui, para ver o vídeo http://youtu.be/3Ux9QOoZo6k
Vá ao Teatro Rival Petrobras, para curtir ao vivo.

 Canções inéditas e poemas musicados - No CD, a poesia de Mário Lago é visitada por um timaço de novos parceiros de diferentes tendências musicais – Frejat, Delcio Carvalho, Lenine, Arlindo Cruz e Acyr Marques, Joyce, Wanderley Monteiro e Mariozinho Lago, Dori Caymmi, Arnaldo Antunes, Geraldinho Azevedo, Pedro Luís, Isabella Taviani. Eles colocaram melodia em dez poemas de Mário, que vão do autobiográfico Eu, Lago sou ao divertido Proclamação do amor antigramática.

Uma exceção é Você pode tudo, canção extraída do espetáculo musical inédito Foru 4 Tiradentes na Conjuração Baiana, escrito por Mário Lago na década de 1970 e imediatamente proibido pela Censura. Com a morte do artista, as melodias se perderam; não houve jeito de achar. Só agora, em meio às comemorações do centenário, a ideia foi resgatada e a peça musicada pelo amigo, maestro, compositor, arranjador e cantor Dori Caymmi. Por conta das muitas viagens que faz ao exterior, ele não pode gravar; mas passou a missão para o maestro, compositor, arranjador e cantor Danilo Caymmi.

Quem também não pode gravar por estar em viagem foi a Joyce. A interpretação de Bilhete em Caráter de Urgência (“Homem, eu só te peço/ Algum cuidado e respeito, Não porque eu seja rainha/ Ou melhor que qualquer outra”) coube a Teresa Cristina.

O CD inclui a inédita Canção da Presença de Sempre, só de Mário Lago, na interpretação de Chamon, que o acompanhou por mais de 15 anos em shows Brasil afora.

Nos braços de Momo - Já o CD Folias do Lago mostra que a produção carnavalesca de Mário vai além dos sucessos eternos de Aurora, Amélia e Atire a primeira pedra. A prova são as 12 marchinhas agora gravadas pelo Cordão do Boitatá.

Entre elas, há duas inéditas: Meu Rio, meu vício, única parceria dele e Braguinha, gravada com a participação sempre especial de Áurea Martins, e Braço é braço, primeiro hino da Bola Preta. Também neste caso, a melodia (do Nelson Barbosa, o mesmo do Quem não chora, não mama) se perdeu e a letra ganhou música nova do craque João Roberto Kelly. A gravação é do Eduardo Dusek.
Curiosidade: também Folias do Lago tem uma canção proibida: é a brejeira Tira a boca do caminho, parceria de Mário e Chocolate, considerada imoral pela censura do Estado Novo. No CD, Marcos Sacramento mostra a delícia da marchinha.
No CD, o Boitatá recebe ainda os cantores Ney Matogrosso, Roberta Sá, Luiza Dionísio, Moyses Marques, Pedro Miranda, Mariana Baltar, Alfredo Del Penho e Pedro Paulo Malta.

terça-feira, 13 de novembro de 2012

UM POUCO DO QUE NOS VAI NA ALMA

video 

Clique aqui: http://youtu.be/aZt2gPfDoXs

É um vídeo em homenagem aos amigos tricolores.
Precisa dizer mais alguma coisa?! Está tudo aí. É só a emoção dessa bela torcida, conduzida pela excelência do nosso maestro, o tricolor Arthur Moreira Lima. É ouvir, ver e entender tudo.

* A maior parte das fotos peguei na internet. Falta muita, mas muita gente dos meus queridos amigos tricolores. Mas que eles sintam-se representados nessa pequena amostragem.  


Hino do Fluminense
Lamartine Babo

Sou tricolor de coração
Sou do clube tantas vezes campeão
Fascina pela sua disciplina
O Fluminense me domina
Eu tenho amor ao tricolor


Salve o querido pavilhão
Das três cores que traduzem tradição
A paz, a esperança e o vigor
Unido e forte pelo esporte
Eu sou é tricolor


Vence o Fluminense
Com o verde da esperança pois
Quem espera sempre alcança
Clube que orgulha o Brasil
Retumbante de glórias
E vitórias mil

Sou tricolor de coração
Sou do clube tantas vezes campeão
Fascina pela sua disciplina
O Fluminense me domina
Eu tenho amor ao tricolor

Salve o querido pavilhão
Das três cores que traduzem tradição
A paz, a esperança e o vigor
Unido e forte pelo esporte
Eu sou é tricolor


Vence o Fluminense
Com sangue de encarnado
Com amor e com vigor
Faz a torcida querida
Vibrar com a emoção
Do tricampeão


Vence o Fluminense
Usando a fidalguia
Branco é paz e harmonia
Brilha no sol da manhã
Ou na luz do refletor
Salve o Tricolor


segunda-feira, 12 de novembro de 2012

EU SOU É TRICOLOR!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Com o peito em festa e a alma a gargalhar, eu grito

NNNNEEEEENNNNNSSSSSSEEEEEEE!!!!!!!!!!!

Prometi para a torcida amiga postar um vídeo sobre a espetacular e emocionante conquista do tetra, que quase arrebenta o meu já combalido coração. Prometi, mas ainda não consegui cumprir (aliás, ainda nem consegui tirar do celular as fotos da comemoração. Imaginem o estado desta alma). Tentarei à noite.

Mas esta página honra o seu homenageado/ patrono e não pode esperar. Aí vão fotos eternamente tricolares.


 
 

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

MÁRIO E O OFÍCIO DE ATOR



Como a preguiça está braba, essa postagem ficará limitada ao nono capítulo da série Eu, Lago sou. Clique aqui para ver esse trecho: http://youtu.be/GYRz0w_bj2I.
Mário fala sobre a entrada efetiva na TV, o ofício de ator e as diferenças de interpretação no rádio, no cinema, no teatro e na TV. Participações especiais de Gracindo Junior e Milton Gonçalves. 

O vídeo inclui uma cena linda do último grande papel  dele na TV, o especial Enquanto a noite não chega, de 2000, ao lado da sempre espetacular Eloísa Mafalda.  

O romance de Josué Guimarães, teve adaptação de João Emanuel Carneiro e direção de Denise Saraceni. O elenco contava ainda com Flávio Migliaccio e Caio Junqueira (na foto, com papai).  

A gravação foi bastante complicada, em função dos problemas de saúde de papai e Eloísa. Os dois tinham muitas cenas juntos – eram os protagonistas da história. Papai foi internado no meio das gravações. Saiu do hospital e voltou a gravar, sob a observação de seu médico, Leo Benjamin. Mas, pouco depois, Eloísa caiu de cama. Um perrengue que só o carinho e a confiança da Denise souberam contornar.


Papai gravou todas as cenas sentado (mesmo aquelas em que parece caminhar). Há uma travessia antológica dele pela cidade, quando se despede de seus “fantasmas”, toda feita em plano mais fechado, com ele simulando andar pelo balanço do corpo. 

Acho um dos seus melhores trabalhos em TV. É uma lição da capacidade do ator superar as suas impossibilidades e se doar ao personagem.
 

O Caio Junqueira mantém um blog no qual você pode curtir mais cenas deste especial -